Home AGRICULTURA Agricultura Natural [Pamella Simioni] – Ana Maria Primavesi se torna um elemental da natureza

[Pamella Simioni] – Ana Maria Primavesi se torna um elemental da natureza

[Pamella Simioni] – Ana Maria Primavesi se torna um elemental da natureza
15
0

Ana Maria Primavesi foi uma mulher que compreendia sensível e cientificamente que tudo que existe aqui funciona de forma integrada e colaborativa! Pensa só… A olho nu pode parecer que a terra é um punhado de partículas marrons onde todo o mundo que conhecemos aqui em cima está apoiado… e aí vc jogas umas sementes e magicamente plantas se desenvolvem e nos ofertam comida, madeira, sombra e água fresca! Que beleza! Sendo assim o grande ovário de tudo!

Mas não é só… Ela não é algo independente. Um ovário não funciona sozinho, ele depende de todo o resto de nosso corpo para funcionar e gerar vida! Ele precisa das águas, os fluidos do corpo, o oxigênio, a força do coração que faz a dança continuar ininterruptamente….

“Uma das maiores heranças do pensamento grego antigo que influenciou decisivamente a prática médica medieval, foi a concepção do mundo com base na teoria dos quatro elementos. Os gregos admitiam quatro substâncias fundamentais na composição da natureza: ar, fogo, água e terra. Todos os compostos físicos seriam produtos da mistura desses elementos básicos, em proporções diferenciadas. O quinto elemento era inacessível à análise humana, o éter, ou quinta-essência, e era responsável pela construção dos corpos e do mundo dos deuses. Essa visão foi completamente absorvida pela medicina grega, que compreendia o ser humano como o produto da combinação dos quatro elementos. O sangue representaria o fogo. A bílis negra, a terra. A bílis amarela, o ar. O fleugma (linfa), a água. Da junção harmoniosa desses elementos (denominados humores) dependia a saúde. Se um desses não funciona, o todo não é capaz de funcionar bem.” [José Carlos da Silveira].

O planeta Terra é um grande organismo. Assim como a Via Láctea, o Espaço Sideral, etc, infinitamente. Um dentro do outro, pois tudo é formado de fractais.

Existem muitas pessoas que lutam e se empenham diariamente em diversas profissões, atuações e escolhas do dia-a-dia, com o objetivo principal de proteger a nossa terra… Aqui no Brasil, e talvez em outros países, Ana Maria Primavesi foi a mulher ou a pessoa que mais conseguiu propagar de forma numerosa sobre a importância do solo e sua relação com todos os seres e elementos da Natureza! Conciliando o amor pela terra com o conhecimento científico e resultados práticos, sua voz ganhou força e uniu pessoas com propósitos similares, encadeando e incentivando diversas lutas relacionadas à proteção do solo, principalmente escancarando o fato de que os agrotóxicos chamados de defensivos, nada têm de defensivos da vida. Ela uniu a pura, simples e lógica compreensão de que somos o próprio solo, com os dados científicos, artigos acadêmicos e situações práticas reais. Muitos fazem parte diariamente desta luta, mas ela teve/tem e ainda terá um forte papel de semeadora desses conhecimentos por conta de todo material que produziu (disponível em livros e em anamariaprimavesi.com).

E essa ilustração pra mim traduz tudo isso. Ela foi construída em cima da forma geométrica triangular que foi bastante utilizada pelos alquimistas para simbolizar cada um dos elementos básicos da Natureza (terra, fogo, água e ar). Cada um deles tem uma essência primordial, um campo de força elemental. Essas forças são os Elementais da Natureza, representados por muitos artistas como gnomos, salamandras, ondinas e silfos). De acordo com o Exoterismo, Elemental é todo e qualquer espírito que crê-se existir na natureza. Todo princípio divino, após emanar-se do “Absoluto”, deve iniciar seu processo de desenvolvimento incorporando-se à matéria.

Ana costumava nutrir seus filhos com a seiva do Jatobá que é extremamente nutritiva, e por isso e por seu trabalho e vida acabou sendo carinhosamente associada à ele, pois também nutriu o planeta por proteger e ajudar a nutrir tanto a terra! Por isso ela está aqui como essa árvore, um lindo Jatobá…

O dente-de-leão é uma das plantas que aparecem espontaneamente e de monte nos solos brasileiros e que trazem boas novas: indicam algum grau de fertilidade no solo. Aqui ela assopra suas sementes, que acredito serem seus ensinamentos, livros e artigos, que irão fertilizar muitas vidas ainda!

Outra simbologia subjetiva oculta nesse desenho é sua semelhança ao formato do órgão reprodutor feminino… Incorporando sutilmente a força da fertilidade da Natureza!

E, por fim, gostaria de deixar claro que, apesar de ser a Ana a homenageada, essa personagem da arte não é só ela. Ela representa a força que está presente em todos nós que somos feitos das mesmas substâncias que ela e toda natureza e temos em nossas mãos e intelecto o poder de semear a vida, fertilizar e proteger o solo, assim como Ana e muitos outros que se importam com a harmonia terrestre!

PS: A ilustração carrega vários outros significados… O que mais vc percebe?!?! Outro ponto importante e legal é que todas referências usadas foram baseadas eu conversas que tive com os filhos de Ana… Odo e Carin Primavesi! Me contaram que ela gostava muito de histórias mitológicas, seres élficos, músicas clássicas fantasiosas…. e a frase, pensada por Virgínia Knabben para representar isso, que ela se foi, mas não se foi rs, foi escrita manualmente por Odo Primavesi!!!

Este desenho maravilhoso que ilustra a matéria acompanha os kits de livros de Ana Maria Primavesi como cartão postal de brinde. Foi também Pamella Simioni que ilustrou o site de Ana Primavesi e que pintou o desenho da capa do novo livro, Cartilha da terra. Acessem:https://www.expressaopopular.com.br/…/kit1-centenario-amp/ https://www.expressaopopular.com.br/…/kit2-centenario-amp/

15

LEAVE YOUR COMMENT

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *