Home NOTÍCIAS Empresa de Reciclagem animal Patense é referência em Sustentabilidade 360 graus no país

Empresa de Reciclagem animal Patense é referência em Sustentabilidade 360 graus no país

Empresa de Reciclagem animal Patense é referência em Sustentabilidade 360 graus no país
17
0

Não é só mais um discurso sobre proteção ao Meio Ambiente. Projetar um futuro melhor para o país e sua população passa pela responsabilidade socioambiental de empresas que buscam a consolidação de parcerias internacionais e de suas marcas no país.  Adotar processos ecologicamente corretos, que visam crescimento e desenvolvimento sustentável é uma realidade mundial, e também de empresas no Brasil. 

O conceito de sustentabilidade 360 graus tem sido amplamente debatido dentro de grandes e médias empresas, pois amplia a capacidade produtiva, diminui despesas e ressignifica os processos produtivos visando a reciclagem ou reutilização de energia, água e outros insumos do processo produtivo, devolvendo à sociedade o cuidado real com o meio ambiente, colaboradores e comunidades.

É o caso da Patense,  empresa mineira que completa 50 anos em 2020 e possui um processo sustentável 360 graus reconhecido internacionalmente. 

A Patense já tem como atividade fim a reciclagem animal, que transforma em matéria prima, os resíduos provenientes do abate animal (frigoríficos, matadouros, peixarias, entre outros). Estes resíduos, que muitas vezes são descartados inadequadamente no meio ambiente, contaminando-o e propiciando a proliferação de diversos vetores que comprometem a saúde pública, após o devido processamento, dão origem a farinhas, sebo, óleo e graxa. Esses produtos são essenciais para a cadeia produtiva de diversos seguimentos no Brasil e no mundo, como, por exemplo, para a formulação de rações pet e para a indústria de higiene (sabão).

Hoje a Patense opera com quatro complexos industriais, em Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo, possuindo um elevado grau de mecanização e operando 24 horas por dia. As plantas estão localizadas estrategicamente próximas a polos produtores de matéria-prima e têm operações licenciadas pelos órgãos ambientais.

A Patense investe constantemente em seus processos internos, com uso de tecnologias e procedimentos com certificação ambiental para preservação do meio ambiente, como uso de Biodigestores nas fábricas, reuso de água industrial com potencial de fertirrigação, investindo, inclusive em pesquisas acadêmicas para este último processo.

Realiza a coleta e processamento de produtos não comestíveis de origem animal de frigoríficos em mais de seis estados das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do País.

O transporte é feito por caminhões com tecnologia térmica, biológica e mecânica. A Patense é referência internacional em rendering pela qualidade world class em processos, produtos e serviços.

Produz em suas unidades, farinha bovina, sebo bovino, farinha suína, farinha de peixe, farinha de pena, graxa Branca, óleo de aves, óleo de peixe e revende para diversos segmentos agroindustrial.

Ultrapassando a questão ambiental, realiza projetos e ações que incluem desde estações de tratamento e reflorestamento até conscientização a colaboradores e comunidades.

Tem como fundador Clênio Antônio Gonçalves, um empreendedor mineiro visionário que mantém um crescimento constante e significativo da empresa e hoje vende para países da América do Sul, América do Norte, Ásia e África, com representatividade de 35% do faturamento.

A Fertirrigação como parte do Processo de Sustentabilidade 360 graus

Como um dos maiores produtores agrícolas do mundo, o Brasil vem conseguindo aliar alta produtividade com maior qualidade nos seus produtos renovando constantemente tecnologias de condução e manejo da cultura, como adensamento, mecanização, irrigação e principalmente fertirrigação. Esta última, levando muitos ganhos em produtividade e, consequentemente, bons lucros para grandes produtores em vários estados.

Já consolidada no país, a fertirrigação visa utilizar o próprio sistema de irrigação como condutor e distribuidor de adubos juntamente com a água, sendo uma forma mais eficaz e econômica, quando o assunto é fertilizar a plantação, levando os nutrientes necessários ao solo e às plantas.

Uma forma de agregar sustentabilidade ao processo de fertirrigação é conciliar o reuso de água industrial neste processo, pensando no melhor aproveitamento deste recurso natural tão importante, especialmente para a agricultura extensiva.

 Diante da importância do cenário de preservação de recursos hídricos, a água de reuso se tornou uma saída para indústrias que investem em responsabilidade ambiental, não apenas em regiões com baixa disponibilidade ou insuficiência, mas em todo o planeta.

FONTE: Liara Abrão – DT Assessoria
liarara@gmail.com

17

LEAVE YOUR COMMENT

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *