Home PECUÁRIA Abelhas 50 plantas nativas atrativas para abelha Mandaçaia (Melipona quadrifasciata)

50 plantas nativas atrativas para abelha Mandaçaia (Melipona quadrifasciata)

50 plantas nativas atrativas para abelha Mandaçaia (Melipona quadrifasciata)
21
0

As abelhas são responsáveis pela polinização da maior parte das espécies de planta na maioria dos biomas onde são encontradas (Silberbauer-Gottsberger & Gottsberger 1988), inclusive nos agroecossistemas (revisão em Kremen et al. 2007). As abelhas coletam seu alimento (pólen e néctar) nas flores e, nestas visitas, muitas vezes, acabam fazendo parte do processo de polinização.

Plantas polinizadas por elas são chamadas melíferas ou melitófilas (Faegri & ven der Pijl 1979).

Nos levantamentos faunísticos, uma das principais metodologias de coleta utilizadas (Sakagami et al. 1967) captura as abelhas nas flores (Silveira et al. 2002), resultando em extensas listas de espécies visitantes florais e plantas visitadas.

Estas listas auxiliam na identificação de potenciais polinizadores das espécies vegetais.

Este trabalho teve como objetivo compilar as abelhas nativas e as plantas melitófilas amostradas em algumas localidades nos dois biomas mais representativos do Estado de São Paulo: Mata Atlântica e cerrado.

Para esta compilação foram considerados os resultados de quatro trabalhos que amostraram abelhas nas flores nos dois principais biomas do Estado de São Paulo: Mata Atlântica e cerrado.

Três deles foram realizados na Mata Atlântica (Ramalho 1995, Wilms 1995, Aguilar 1998) e o quarto em 4 localidades de cerrado (Estação Ecológica de Jataí, Fragmento Limoeiro, Fragmento Posto e Parque
Estadual de Vassununga) (Pinheiro-Machado 2002).

Colmeia de Mandaçaia (Melipona quadrifasciata)
CERRADO

Schefflera vinosa
Vernonia sp.
Couepia grandiflora
Campomanesia pubescens
Ouratea spectabilis
Styrax ferrugineus

MATA ATLÂNTICA – MORRO GRANDE (Cotia – SP)

Baccharis capprariaefolia
Eupatorium maximiliani
Eupatorium velutinum
Piptocarpha axillaris
Vernonia polyanthes
Miconia splendens
Eriobotrya japonica
Psychotria velloziana
Symplocos variabilis

MATA ATLÂNTICA – Cantareira (São Paulo – SP)

Eupatorium vautherianum
Machaerium nyctitans
Salvia guaranitica
Cupania oblongifolia
Cupania zanthoxyloides

MATA ATLÂNTICA – BORACÉIA (Salesópolis – SP)

Orthosia urceolata
Bidens segetum
Mikania laevigata
Vernonia diffusa
Vernonia puberula
Vernonia westiniana
Cordia sellowiana
Cayaponia sp.
Dalbergia frutescens
Machaerium oblongifolium
Sclerolobium denudatum
Miconia cabucu
Miconia fasciculata
Miconia inaegidans
Eugenia reitziana
Eugenia sp. a
Eugenia sp. b
Myrceugenia myrcioides
Myrcia glabra
Myrcia tomentosa
Coccoloba martii
Bathysa australis
Psychotria suterella
Psychotria velloziana
Cupania oblongifolia
Cupania vernalis
Solanum concinnum
Solanum inaequale
Solanum megalochiton

FONTE: Abelha Jataí

21

LEAVE YOUR COMMENT

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *