Home AGRICULTURA Café 2ª Alta Café: o Evento da Cafeicultura Brasileira já tem 44% das áreas de exposição comercializadas

2ª Alta Café: o Evento da Cafeicultura Brasileira já tem 44% das áreas de exposição comercializadas

2ª Alta Café: o Evento da Cafeicultura Brasileira já tem 44% das áreas de exposição comercializadas
0

A cafeicultura brasileira já se prepara para a 2ª ALTA CAFÉ – Feira de Negócios e Tecnologia da Alta Mogiana. Criada pelo Sindicato Rural de Franca (SRF) e pela Associação dos Empreendedores do Agronegócio de Franca e Região (AEAGRO), a 2ª edição está programada para ser realizada entre os dias 02 a 05 de março de 2021, agora no Clube de Campo de Franca.

A Comissão Organizadora informa que será utilizada uma área total de 45.000m² (área 1.280% superior à 1ª edição). O planejamento visa abrigar cerca de 180 estandes comerciais.

“Após o encerramento da 1ª ALTA CAFÉ, em março de 2020, iniciamos o planejamento da 2ª edição. Trabalhamos durante todos estes meses na expectativa de criar um ambiente muito mais profissional, que acolhesse o maior número possível de empresas do setor cafeeiro brasileiro e propiciasse, com isto, a apresentação de todas as tecnologias essenciais para os produtores de café, além de maiores e melhores condições de negócios e financiamentos”, explicou José Henrique Mendonça, presidente da AEAGRO e presidente do Sindicato Rural de Franca.

Segundo os organizadores, todos os procedimentos estabelecidos ou que venham a ser estabelecidos nos protocolos sanitários de prevenção da Covid-19, tanto do Estado de São Paulo quanto nos municípios da Alta Mogiana serão respeitados.

Considerada uma das principais produtoras de cafés do Brasil e reconhecida mundialmente pela qualidade e diferencial de aromas e sabores, a Região da Alta Mogiana torna-se referência, também, como palco da ALTA CAFÉ, o Evento da Cafeicultura Brasileira, uma feira voltada especificamente à produção do café, dirigida aos cafeicultores e aos empresários do setor produtivo.

A proposta é reunir na feira as principais empresas do setor produtivo da cafeicultura (como tratores, colhedeiras, equipamentos, implementos e insumos agrícolas), bem como empresas do setor de tecnologia e inovação voltados para a cafeicultura de precisão. Além das principais instituições financeiras do Brasil. “Tudo para que o cafeicultor obtenha o máxi-mo de vantagens e alcance maior produtividade em sua lavoura”, afirmou Sami El Jurdi, diretor da AEAGRO.

NEGÓCIOS

O balanço final de negócios da 1ª ALTA CAFÉ superou a previsão inicial que era de R$ 30 milhões. Segundo a Comissão Organizadora, as 89 marcas expositoras daquela edição movimentaram R$ 74 milhões em negócios durante a feira, com R$ 7 milhões em negócios prospectados para os meses decorrentes. “Para a 2ª edição e com o crescimento exponencial da área e da estrutura, nossa expectativa inicial de negócios é de R$ 150 milhões”, afirmou José Henrique Mendonça.

Com base na importância do evento, os organizadores mostram-se muito confiantes na criação de linhas diferenciadas de financiamentos. De acordo com o presidente da AEAGRO, as principais instituições financeiras do setor cafeeiro já estão negociando as suas participações na feira.

“Franca tem um potencial enorme. É uma região pujante, propulsora de negócios. A ALTA CAFÉ é uma oportunidade única para o produtor rural conhecer novas tecnologias e os lançamentos da cafeicultura. Os expositores estarão perto dos clientes, com preços competitivos”, disse Antônio Salvador Silva, o Toninho, diretor da A.Alves – New Holland, membro da Comissão Organizadora.

OS ORGANIZADORES

Em novembro de 2019, dez empresários do setor de máquinas e implementos agrícolas (todos sediados em Franca/SP) e a diretoria do Sindicato Rural de Franca formalizaram parceria e criaram a AEAGRO – Associação dos Empreendedores do Agronegócio de Franca e Região.
A Associação tem como objetivo prestar apoio, orientação e divulgação das inovações tecnológicas envolvendo máquinas, equipamentos e serviços voltados ao Agronegócio, em especial dos seus associados, e que consistirá principalmente em: apoio técnico e logístico; divulgar os produtos e serviços; orientação jurídica; e promoção de eventos voltados ao Agronegócio.

IMPORTÂNCIA ECONÔMICA DA REGIÃO

Vários municípios da Região da Alta Mogiana têm na cafeicultura a sua principal atividade agrícola, em termos de potencial de produção e também na exportação.

De acordo com levantamentos oficiais da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, a Alta Mogiana responde atualmente por 50% do café produzido no Estado de São Paulo, chegando à produção de 1,5 milhão de sacas de café em anos de safra alta.

Desde 2013, o INPI – Instituto Nacional de Propriedade Industrial concedeu à Região da Alta Mogiana o registro de Indicação de Procedência, que é uma modalidade de Indicação Geográfica (IG), pelo reconhecimento pela alta qualidade dos seus grãos de café produzidos nesta região.

É a atividade que gera não somente renda ao cafeicultor, às empresas e aos municípios. Mas também, é a atividade responsável pela geração de muitos empregos, direta ou indiretamente, seja nas propriedades rurais, nos setores de transporte e armazenagem, nas cooperativas e departamentos de assistência técnica.

Em muitos municípios da Alta Mogiana, o café é o principal responsável pela movimentação econômica dos setores de comércio e serviços, seja em supermercados, lojas de vestuário, concessionárias de veículos e, em especial, as revendas agropecuárias, escritórios de contabilidade
estabelecimentos bancários e concessionárias de máquinas e implementos agrícolas.

QUEM JÁ GARANTIU PRESENÇA EM 2021

Do total de 180 áreas comerciais para expositores, a Comissão Organizadora informa que, em apenas duas semanas após o lançamento da feira, 44% da área já foi comercializada.

Confira as empresas que já garantiram presença no Evento da Cafeicultura Brasileira:

• A. Alves
• Agritech
• Agroalta
• Agron
• AgroPL
• AWZ
• Banco do Brasil
• Café La Finca
• Case IH
• Colorado
• Cocapec
• Cred-ACIF
• Credicocapec
• Dedeagro
• Grupo Vamos
• Icon Monitoramento
• Ifló / K3
• Jacto
• Jaguar
• John Deere
• Landini
• Luma

• Marispan
• Massey Ferguson
• Metalfen
• MIAC
• Minami
• New Holland
• Oimasa
• Palinialves
• Pinhalense
• Protec-Fran
• Quântica Solar
• Robusta
• Sami Máquinas
• Santa Izabel
• SWZ
• Technes
• Tracan
• Trevo Auto Peças
• Valtra
• Vicon
• VN Máq. Agrícolas
• Yanmar

SEJA UM EXPOSITOR

Com base na importância do evento, a Comissão Organizadora convida as empresas do setor cafeeiro a serem expositoras ou patrocinadora da 2ª ALTA CAFÉ.

Com linhas diferenciadas de financiamento, local diferenciado e bem organizado, área superior a 1.200% em relação à edição anterior e presença de todas as principais empresas e instituições financeiras da cafeicultura brasileira, os produtores rurais se sentirão atraídos para adquirirem bens e serviços que contribuirão para uma excelente safra de café.

“Entendemos que se trata de uma oportunidade excelente para que esta EMPRESA faça bons negócios e fortaleça sua marca junto aos cafeicultores da Região da Alta Mogiana. Por isso, convidamos: seja um expositor na 2ª ALTA CAFÉ, o Evento da Cafeicultura Brasileira!”, afirmou José Henrique Mendonça.

A feira será realizada em uma área de cerca de 45.000 metros quadrados, que poderá abrigar cerca de 180 estandes comerciais, dispostos da seguinte forma:
a) – SETOR A (entrada) = 13 áreas de 10x8m (80m²), em piso gramado, tenda de 5x5m com piso de madeira e estande;

b) – SETOR B (quadra) = 12 áreas de 5x10m (50m²), em piso gramado, tenda de 5x5m com piso de madeira e estande;

c) – SETOR C (areia) = 03 áreas de 10x17m (170m²), em piso de areia, tenda de 10x10m com piso de madeira e estande;

d) – SETOR D (bocha 1) = 02 áreas de 10x15m (150m²), em piso gramado, tenda de 5x5m com piso de madeira e estande;

e) – SETOR E (bocha 2) = 08 áreas de 5x5m (25m²), em piso gramado, tenda de 5x5m com piso de madeira e estande;

f) – SETOR F (bocha 3) = 18 áreas de 5x10m (50m²), em piso gramado, tenda de 5x5m com piso de madeira e estande;

g) – SETOR G (contorno) = 08 áreas de 5x5m (25m²), em piso gramado, tenda
de 5x5m com piso de madeira e estande;

h) – SETOR H (máquinas 1) = 03 áreas de 7x16m (112m²), em piso gramado, tenda de 3x3m com piso de madeira e estande;

i) – SETOR I (máquinas 2) = 03 áreas de 9x16m (144m²), em piso gramado, tenda de 5x5m com piso de madeira e estande;

j) – SETOR J (máquinas 3) = 03 áreas de 10x13m (130m²), em piso gramado, tenda de 5x5m com piso de madeira e estande;

k) – SHOPPING 1 = 28 áreas de 5x10m (50m²), em piso gramado, tenda de 10x10m conjugada, com piso de madeira e estande;

l) – SHOPPING 2 = 48 áreas de 3x5m, em piso gramado, tenda de 10×10 conjugada, com piso de madeira e estande;

m) – CAFÉ = 32 estande de 2x3m, em piso de madeira, sob tenda de 10x10m.

INFORMAÇÕES

Os empresários interessados em participar da 2ª ALTA CAFÉ podem obter maiores informações atra do WebSite (www.altacafe.com.br), pelo e-mail ([email protected]), ou através do celular (16) 9.9967-2486, com Adriana (diretora da Revista Attalea Agronegócios).

MÍDIA OFICIAL

A Revista Attalea Agronegócios é a Mídia Oficial da 2ª ALTA CAFÉ.

LEAVE YOUR COMMENT

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *